img_5131.jpg

A revolução dos Biopesticidas

Algumas plantas se protegem dos insetos produzindo alcalóides e terpenos que matam suas larvas. Químicos isolam e reproduzem estas substâncias para a produção de Biopesticidas.

 A evolução da consciência ecológica é uma característica da geração do século XXI. Uma consequência é a preocupação com o uso de pesticidas e herbicidas clássicos.

  
Inspirado na natureza, uma série de novos Biopesticidas estão chegando no mercado. São produtos de um trabalho multidisciplinar. Inicialmente, químicos identificam as plantas, outros isolam as substâncias responsáveis e, agora, já há os que fazem a síntese destas mesmas substâncias em laboratório.

 
Em um artigo publicado nesta semana, químicos sintetizaram derivados do β-dihidroagarofurano: os mesmos encontrados em plantas que são usadas na cultura milenar chinesa para o combate a pragas. Após identificar quais substâncias da planta tinham efeito sobre as larvas dos insetos inimigos, o grupo foi capaz de reproduzir a síntese no lab destas substâncias.

  
Estas plantas são tóxicas aos mamíferos e artrópodes. Muitos animais domésticos e mesmo crianças morrem intoxicadas todos os anos na China. 

A versão sintética permite produção em maior quantidade e sem correr o risco de aumentar a área dedicada ao plantio desta planta tóxica. 

Veja artigo em: 

http://pubs.acs.org/doi/full/10.1021/acs.jafc.5b05782
Veja um review em português sobre o Biopesticidas:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422003000300017
Canal Fala Química 

Posted in HotPapers, Maravilhas da Química and tagged , , , , .