IMG_2449-1.jpg

O espectro fantasma da ASTROQUÍMICA foi solucionado 

Um mistério de mais de 100 anos – o mais longo na história da astroquímica moderna – foi finalmente explicado.

  
O espectro da radiação que existe no meio interestelar de nossa galáxia contém várias bandas difusas de emissão que, até agora, eram inexplicadas: ninguém sabia a origem. 

Técnicas mais avançadas permitiram aos astrônomos a verificação que esta mesma assinatura espectral existe no meio interestelar de outras galáxias – extendendo ainda mais o mistério.

  
Em artigo publicado na Nature, um grupos de químicos da Suíça mostrou que o íon C60+ pode ser o responsável por algumas destas bandas. A presença do fulereno (alótropo do carbono formado pela união de 60 átomos em um arranjo chamado de buckyball ) no meio interestelar já era conhecida; este artigo mostra que o cátion do fulereno é o responsável por algumas das bandas espectrais, resolvendo parte do mistério.

  
Veja artigo completo em

http://www.nature.com/nature/journal/v523/n7560/full/nature14566.html

Canal Fala Química

Posted in HotPapers, Maravilhas da Química and tagged , , , , , .