IMG_1786.JPG

INÉDITO: plásticos que imitam as plantas!

Novos materiais feitos com polímeros que detectam e respondem a estímulos externos – tal como as plantas! 
 Os tecidos biológicos contém muitos sistemas que promovem mudanças morfológicas em função de estímulos externos físicos, como pressão, calor e luz ou químicos, como a sinalização por algumas substâncias. Alguns exemplos clássicos incluem a plantanão-me-toque” ou as carnívoras: elas se movem ao serem estimuladas.

  
Neste trabalho, o grupo preparou polímeros capazes de sofrer uma rápida despolimerização, de ponta-a-ponta, mediante um estímulo químico.

O polímero é o poli(4,5-dicloroftalaldeído) (PCl2PA) – uma macromolécula capaz da auto-imolação, isto é, da auto-degradação, quando na presença de certos indicadores químicos. 

  

A partir do polímero foram produzidos  materiais sólidos em 3D. Quando expostos ao sinalizador específico, o material se degrada instantaneamente.

  

Veja artigo em: 

http://onlinelibrary.wiley.com/enhanced/doi/10.1002/anie.201501320/

Canal Fala Química

Posted in HotPapers and tagged , , , , .