Estudante de Doutorado (PhD Student)

O que é PhD? Post Doc? Doutor? M.Sc.? Entenda os TÍTULOS ACADÊMICOS na ciência

Veja aqui a Formação Acadêmica do cientista: da Graduação ao PostDoc. Neste artigo tentaremos deixar claro para todos os vários passos de nossa formação acadêmica. Utilizaremos também os correlatos em Inglês, que são universalmente reconhecidos.

 

Estudante de Doutorado (PhD Student)

Estudante de Doutorado (PhD Student)

1) Curso de GRADUAÇÃO (4 a 5 anos)

Em geral, os cursos de graduação em Química podem ter 3 tipos de habilitações: Bacharelado, Licenciatura e Industrial.

Somente a habilitação de BACHARELADO é que é voltada para a vida acadêmica (as demais são voltadas para o ensino médio/fundamental e trabalho técnico, respectivamente). Portanto, se você sua vocação é a de ser cientista, de pesquisar, de desenvolver projetos em um laboratório e de seguir a carreira acadêmica, o Bacharelado deverá ser sua opção.

Durante a graduação, você é um “Undergrad Student”.

 

2) MESTRE (2 anos) (Master of Science, M. Sc.)

Uma vez graduado, você torna-se um “Grad Student”. A próxima etapa, então, é o curso de Mestrado. Este, ao contrário da graduação, que é genérica na química, visa uma área em especial, como Físico-Química, Orgânica, Inorgânica, Analítica, etc.. Hoje existem cursos ainda mais específicos, como “Engenharia de Macromoléculas”, “Petroquímica”, “Química Ambiental”, entre outros.

Além de novas disciplinas, mais avançadas, aprofundadas e específicas, o mestrando deve fazer pesquisa.

No mestrado, o estudante deve ter um ORIENTADOR: um professor/pesquisador responsável por um laboratório que irá definir o PROJETO DE MESTRADO a ser desenvolvido pelo aluno. Este projeto deve ter uma idéia original e as descobertas que se acumulam durante o trabalho do aluno devem ser publicadas sob a forma de ARTIGO CIENTÍFICO (nosso próximo tema a ser explorado, em breve).

 

Findo o mestrado, o aluno de redigir uma DISSERTAÇÃO DE MESTRADO e submeter seu trabalho a uma BANCA EXAMINADORA. O aluno deve apresentar, de forma oral, o seu trabalho e o defender durante a arguição da banca.

 

Normalmente o aluno de mestrado é contemplado com uma BOLSA: um salário por seu trabalho de pesquisa.

No Brasil, o valor desta bolsa é em torno de R$ 1200 e as duas principais agências de fomento são a CAPES e o CNPq.

Depois da defesa da dissertação o aluno ganha o título de MESTRE em QUÍMICA, ou M.Sc. no inglês.
Ainda como grad student, o aluno então segue para a próxima etapa:

3) DOUTOR (3 a 5 anos) (Doctor of Philosophy, PhD)

Na sua concepção, o doutorado tem algumas semelhanças com o mestrado: há disciplinas avançadas, trabalho inédito de pesquisa, a figura do orientador e a defesa perante banca examinadora. Há também uma bolsa, cujo valor gira em torno de R$ 2200. Porém, há diferenças importantes: no doutorado, o trabalho de pesquisa deve ser mais relevante; o produto será uma TESE de DOUTORADO que, normalmente, é obrigatoriamente acompanhada de um ou mais ARTIGOS CIENTÍFICOS.

Para a DEFESA da TESE, há a figura do RELATOR DE TESE: o trabalho deve ser primeiramente submetido a um avaliador externo à instituição de origem do aluno que irá avaliar criticamente e com olhar cético o trabalho feito pelo aluno. Este irá sugerir modificações e, eventualmente, irá negar ou aprovar o pedido de encaminhamento de defesa de tese. Se aprovado pelo relator, o aluno terá a chance de realizar a DEFESA de sua TESE perante uma BANCA composta por 4 a 6 membros especialistas na área e no tema abordado pelo trabalho.

Se aprovado na defesa, o aluno então passa a ostentar o TÍTULO DE DOUTOR EM QUÍMICA, ou PhD no inglês.

 

É aconselhável para o estudante brasileiro optar pelo Doutorado no Exterior; todavia, se não for possível, há a MODALIDADE SANDUÍCHE, onde o aluno faz um estágio de cerca de 1/3 do curso no exterior. Isto, ao mínimo, é indispensável para uma formação razoável.

 

Estudante de Doutorado (PhD Student)

Estudante de Doutorado (PhD Student)

4) Pós-Doutorado (6 meses a 3 anos) (PostDoc)

Em suma, qualquer trabalho de especialização científica, pesquisa e produção tecnológica desempenhado em instituição de ensino após o doutorado pode ser considerado como um estágio pós-doutoral. Aqui, some a figura do orientador e entra a figura do SUPERVISOR: um colega, também doutor e mais experiente, que irá auxiliar o postdoc a desempenhar suas tarefas e ambições científicas.

No PostDoc não há disciplinas: pelo contrário, muitas vezes o estagiário pós-doutoral é convidado a ministrar alguns cursos, proferir palestras e até mesmo orientar ou co-orientar alunos de mestrado e doutorado.

No PostDoc o estagiário está aprendendo a dar os primeiros passos na vida de um cientista: adquire a responsabilidade, aprende a ter idéias e pensar em projetos científicos. Muitas vezes deve escrever propostas para agências de financiamentos a fim de conseguir recursos financeiros para o laboratório onde está inserido.

 

Estagiários de Pós Doutorado - PostDoc Students

Estagiários de Pós Doutorado – PostDoc Students

Embora indispensável para a formação de um cientista, o PostDoc não dá nenhuma espécie de título ao estagiário, apenas um certificado da experiência. Todavia, atualmente, pouquíssimas universidades ou laboratórios de pesquisa contratam um químico que não tenha cursado, ao mínimo, um postdoc.

Diferentemente do mestrado e doutorado, o aluno pode fazer quantos PostDocs quiser; é comum químicos terem vários estágios de postdoc durante suas carreiras científicas. É praticamente mandatário que o PostDoc seja no exterior. A experiência de pesquisa no primeiro mundo (Europa e US) é indispensável para a formação do cientista.

É justamente no PostDoc que o aluno estabelece parcerias com outras instituições, outros laboratórios e sobretudo com outros países. Estas relações serão retransmitidas para seus futuros orientandos de mestrado e doutorado. A bolsa de PostDoc no Brasil é de cerca de R$4100.

O Departamento de Química da UFSC ,em Florianópolis, oferece cursos de Graduação (com conceito máximo no MEC) e pós-graduação –  Mestrado, Doutorado (com conceito máximo da CAPES),  além de estágios PostDoc nos seus diversos grupos de pesquisa.

Mais informações nos seguintes sites:

http://www.qmc.ufsc.br

http://www.pgquimica.ufsc.br

http://capes.gov.br/bolsas/bolsas-no-pais

http://capes.gov.br/bolsas/bolsas-no-exterior

http://www.cnpq.br/bolsas/index.htm

Tabela de Valores de Bolsas CNPq: http://www.cnpq.br/pt/web/guest/no-pais

 

falaQuímica.com

 

Posted in Maravilhas da Química, Sala.de.Aula and tagged , , , , , .